Ftalatos

Os ftalatos podem possuir várias funções nas formulações. Podem ser plastificantes, isto é, suavizar os plásticos, tornando-os mais maleáveis e flexíveis. Podem ser também fixadores de fragrâncias, além de ter a função de dissolver outras substâncias.

Nos cosméticos, os ftalatos são responsáveis pelo brilho e pela fixação da cor de esmaltes e permitem que perfumes durem mais tempo. Em xampus, condicionadores, hidratantes, sabonetes líquidos, antitranspirantes, entre outros cosméticos, os ftalatos são responsáveis pelo aspecto líquido e cremoso desses produtos. Além de presentes em cosméticos, os ftalatos podem ser encontrados em embalagens e descartáveis plásticos em geral, tubos de PVC, brinquedos de crianças, aparatos médicos, entre outros.

Os efeitos na saúde causados pelos ftalatos envolvem: alergias, desregulação hormonal e possíveis impactos no sistema respiratório e reprodutivo. Testes realizados em animais, associaram a presença de ftalatos no organismo ao surgimento de tumores (principalmente nos rins, fígado e pulmões), redução da fertilidade, aborto, defeitos congênitos. A Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (IARC) classifica os ftalatos como possivelmente carcinogênicos para os humanos.

Dentre os ftlatatos existentes, os que são utilizados em cosméticos são: o DBP (dibutylphthalate), – usado como plastificante em esmaltes; o DMP (dimethylphthalate) – usado em sprays de cabelo; o DEHP (diethylphthalate) – utilizado como solvente e fixador em fragrância.

  • Na Europa, o uso dos ftalatos é proibido em cosméticos. No Brasil, desde 2009, são limitadas as concentrações de ftalatos e seus derivados em produtos como: copos e garrafas plásticas descartáveis e brinquedos para crianças. No entanto, em cosméticos o uso de ftalatos é permitido sem restrição.

Um outro problema dos ftalatos é que eles não conseguem se ligar quimicamente aos plásticos e cosméticos. Ou seja, mesmo quando não há contato direto com o ftalato, ele entra em contato conosco e com o meio ambiente.

Alternativa natural: Produtos sem ftalatos, normalmente, são descritos nas embalagens da seguinte forma: sem PVC, sem DEHP, free HDPE ou 3-free.

Pode ser encontrado nos rótulos pelos nomes de: phtalate; phthalate; DEP (Diethyl phthalate); DBP (dibutylphthalate); BBP (ftalato de benzil-butilo); DMP (Dimethyl phthalate); DEHP (di-2-etil-hexil ftalato); DnBP (di-n-butyl phthalate); fragrance. Pode aparecer com nomes em português: butila, benzila, dibutila, diciclohexila, dietila, diisodecila, di-2-etilexila e dioctila.

COMPARTILHAR

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Um comentário sobre “Ftalatos

  1. […] Alternativa natural: Existem marcas de cosméticos que já não incluem o tolueno e outras substâncias toxicas em sua fórmula, chamados de hipoalergênicos ou 3-Free. Este indica que o produto é livre de três substâncias: tolueno, formaldeído e dibutilftalato (DBP). […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *